Marionetista • Cantora

Atriz • Diretora

Nina Vogel é uma artista performática multidisciplinar brasileira: marionetista, cantora, atriz e diretora.

 

Poetisa do invisível, quando fantásticos novos mundos sussurram para nascer, ela os materializa a partir de um pedaço de tecido, uma nota, algumas cores e um bloco de espuma. Criatividade, paixão, generosidade e coragem são alguns dos ingredientes utilizados por esta criadora brasileira. Para Nina, a arte não é apenas um mero entretenimento, mas sim uma vocação, a qual ela aprendeu desde cedo com grandes Mestres da área da Música, Teatro, Canto Lírico e Marionetes, como os atores Eve Doe-Bruce, do Théâtre du Soleil, Eduardo Okamoto e Bete Dorgam, as Mestras marionetistas Natacha Belova e Tita Iacobelli, o tenor Benito Maresca, o Maestro Bruno Rocella e Artur Luanda e André Curti da  Cie.franco-brasileira Dos à Deux.

 

Nina dedidou 5 anos à pesquisa da vida e obra do pintor francês Henri de Toulouse-Lautrec e criou um tríptico, com a marionete em escala humana do pintor, criada durante Residência artística no Chile, em 2015. A qualidade de seu trabalho artístico lhe rendeu duas bolsas de estudo da Université du Québec à Montréal (UQÀM), em 2017, para aprofundar suas habilidades em Teatro de Marionetes Contemporâneo.

 

1 GB.png

Seus trabalhos foram amplamente apresentados no Brasil e no mundo.

Em 2019, cria ConCordis -o Coração Lambe-Lambe, cuja estreia se deu em Montréal, durante a turnê que fez entre a França e o Québec. Em 2020, quando as fronteiras do mundo foram fechadas, seu Coração possibilitou que ela continuasse a se conectar com pessoas do mundo inteiro, através da distância e do tempo, apesar de todas as adversidades. Ela participa do Puppet Power 2020, onde apresenta online uma conferência em duas versões (uma em inglês e outra em francês) sobre teatro em miniatura Lambe-Lambe e 40 sessões individuais via Zoom. Ela também participa do Festival Internacional de Teatro de Marionetes de Pequim 2020, Simpósio IF Barcelona, ​​Festival Internacional de Teatro da Paideia em São Paulo, é convidada para o Festival Mundial de Marionetes de Bali e sua adaptação no ConCordis para um stop motion é premiada com o Outstanding Work Award no Festival Internacional de Cinema e Marionetes de Chuncheon, na Coreia do Sul. Com base nas imagens e depoimentos coletados na sessões um a um, ela está no processo de realização de um documentário poético em parceria com outra artista brasileira.

 

Com a Fé que a Arte não tem limites, ela continua compartilhando seu processo criativo e seu coração com pessoas de todo o planeta, como uma poderosa ferramenta, para juntos criarem um mundo sem fronteiras. Em 2021, o Open Eye Theatre, dos EUA, a convida para apresentar ConCordis. O resultado é uma temporada online esgotada no mês de janeiro, seguida por dois workshops de teatro Lambe-Lambe com lista de espera.

Sua próxima criação, InCantatorium, o lugar do Incantação está a caminho!